Cinema e TV

Denúncia de estupro tira reality show do ar

ABC/Reprodução

Em um reality show, uma garota está tão bêbada e cansada que não tem capacidade de entender o que está acontecendo quando um colega de elenco bonitão investe sobre ela, muito menos de consentir a sequência de alta voltagem sexual que será captada pelas câmeras. Parece familiar? Pois o episódio, ocorrido em um reality show na TV americana, teve um desfecho muito diferente daquele escolhido pela Globo, quando uma suspeita de estuproabreviou a participação do modelo Daniel Echaniz no Big Brother Brasil. Nos Estados Unidos, a Warner Bros., produtora do Bachelor in Paradise, o reality em questão, decidiu logo tirar a atração — e todos os seus concorrentes — do ar do canal ABC.

De acordo com o site americano TMZ, o programa foi suspenso depois de um produtor assistir às cenas, que aconteceram já no primeiro dia de filmagens, feitas no México, e concluir que DeMario Jackson, o bonitão, apresentou “má conduta” em relação a Corinne Olympios dentro da piscina do confinamento. Ela teria bebido tanto que não responderia mais por si mesma.

DeMario Jackson se defende dizendo que o envolvimento não foi apenas consentido, mas instigado por Corinne. De toda forma, a Warner decidiu parar a produção e investigar as alegações do produtor.

Em comunicado à imprensa, a Warner reconheceu a razão para a suspensão do reality show. “Nós recebemos denúncias de má-conduta no set de Bachelor in Paradise. Suspendemos a produção e estamos conduzindo uma investigação. Assim que a investigação estiver concluída, vamos tomar as atitudes apropriadas”, diz o texto.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Redes Sociais

/ Free WordPress Plugins and WordPress Themes by Silicon Themes. Join us right now!